02/09/2007

Esquisitices 5

Invasão de cadáveres obesos ameaça necrotério na Austrália



Cadáveres de pessoas obesas estão criando um problema nos necrotérios australianos, especialmente os mais afastados dos grandes centros urbanos, já que mais de dois terços das pessoas que vivem longe das metrópoles estão com sobrepeso.

Segundo um estudo divulgado no domingo, eles são perigosamente pesados para as macas e os carrinhos feitos para defuntos de tamanho normal. Serão necessários necrotérios especialmente projetados, com salas maiores de estoque e dissecação e equipamentos mais robustos, na opinião do professor Roger Byard, patologista da Universidade de Adelaide.

Boneca inflável vira parceira em prova de natação na Rússia




Na competição, vence quem carregar 'dupla' por um quilômetro em rio. No total, competição contou com 400 inscritos. Não ha notícias de desclassificados por abandonar a parceira.


'Modificados' tatuam até as pálpebras e usam milhares de piercings



O homem mais tatuado do mundo passou por mil horas de dor e tatuou as pálpebras e até o interior das orelhas. Já um jornalista suíço cobriu o rosto e a cabeça com tatuagens em tons vibrantes. Ele também implantou silício sob a pele -o que o deixou com chifres na cabeça. Um outro destaque entre os top 10 do site Deputy Dog é um homem de 67 anos que tem 99% de seu corpo tatuado com imitações de pele de leopardo. Ele passa os dias lendo, correndo, e vive afastado da sociedade moderna.

Milionária deserda netos e deixa fortuna para o cachorro



A multimilionária Leona Helmsley, dona de um império imobiliário nos Estados Unidos, morreu na semana passada e deixou uma surpresa para sua família. Ela deserdou dois netos e deixou US$ 12 milhões (cerca de R$ 24 milhões) para seu cachorrinho.

Chamada pela mídia de "rainha da maldade", em suas últimas vontades ela fez jus ao apelido que ganhou ainda em vida dos tablóides. O principal beneficiário de sua fortuna será Trouble, o pequeno maltês branco do qual nunca se separava, segundo o jornal "Daily News". A guarda do cachorrinho mimado ficará a cargo de Alvin Rosenthal, irmão da finada e menos felizardo do que o bichinho, já que só receberá US$ 10 milhões (cerca de R$ 20 milhões).

Nenhum comentário: