09/10/2007

Atari: você já teve um?


Quando você escuta a palavra Atari o que imediatamente vem a sua mente? Embora esteja falando de uma marca importante, que virou ícone no mercado de games no final da década de 70 e início da década de 80, a imagem que vem a minha cabeça é sempre aquela do console em madeira, no chão da sala, com uma caixa de papelão cheia de cartuchos empoeirados ao lado.

Para quem tem mais de 20 anos como eu (bem mais, na verdade....) é muito complicado desvincular a marca Atari do clássico modelo 2600, responsável "master plus" pela paixão pelos games cultivada até os dias atuais . E por isso uma data como esta, a comemoração de seus 30 anos, não pode passar despercebida.

Há 3 décadas, em outubro de 1977, chegava ao mercado a mais revolucionária parafernália de entretenimento, capaz de fazer subir nas paredes qualquer garoto de 10 anos. O Atari 2600 e seu clássico joystick chegavam botando banca e mostrando que podiam, sim, servir como um divisor de águas para o desenvolvimento tecnológico.

Vai me dizer que não lembra de jogos como Asteroids, Blackjack, Canyon Bomber, Enduro, Frogger, Pac-Man, River Raid e mais uma infinidade de títulos simplesmente incomparáveis?




Lendas que nossas mães insistiam em contar:

- Videogame estraga a televisão;

- Videogame faz "mal para a vista";

- Jogos deixam as pessoas violentas;

- Basta soprar o cartucho para ele funcionar direito;

- Quem joga videogame não gosta de estudar;

- Jogar Enduro dá tontura.

O que mais seus pais costumavam falar quando se recusava a desligar o videogame para fazer a lição de casa? Quando eu comecei a gostar de jogar, já não tinha mais que ouvir broncas dos meus pais, mas por muitas vezes atrasei o almoço ou saí atrasada para buscar minha filha na escola. Mas nessa época meu vício já eram por outros games, como o Game Gear e o Game Boy. Até hoje tenho frustração por não ter conseguido "zerar" o jogo Zelda! Bons tempos!

Nenhum comentário: