08/11/2007

Mais um texto surrupiado...

Povo, eu A-DO-RO o jeito de escrever do Paulo Almeida, da Revista Andros. Acho muito interessante sua maneira de falar dos homens, para as mulheres. Segue mais um texto que tomei emprestado, na íntegra:
.

'Mulher da minha vida - Você é o ar que eu respiro

Tudo bem, ele disse que você é a mulher da vida dele. Mas é daí? Qual a importância deste título tão pomposo? A mulher da minha vida...Fala a verdade, não dá uma segurança, uma coisa legal, como se ele dissesse que finalmente encontrou a melhor de todas, aquela que vai juntar os trapinhos?

Afinal, se não estou errado, mulher da minha vida" no mínimo deve ser a realização de uma meta.

Mas, se é assim, porque ele está tão inseguro em assumir algo mais hardcore? Sim, o cara tá aí, jogando conversa mole, com aquele olhar de cachorro perdido, pedido paciência, fazendo mil declarações, te dando enchendo de esperanças, mas vai ficar sem o coração? Peraí... Será medo de amar?? Oras, medo de amar é conversa de lesado, papo de homem idiota que não se garante! Sem contar que é uma bela forma dele garantir o sexo nos finais de semana... Sim, minha filha, enquanto ele não toma coragem, vai transando e saciando o bucho!!!

Oras, se namoros nascem e morrem o tempo todo, qual o medo afinal? Não quer mais, deixou de gostar, troca!!!

Você é diferente das outras. Taí outro titulo idiota, que somente mulheres bem inocentes para ver alguma qualidade nestas palavras. Afinal, ser "diferente" seria para lamentar ou para se orgulhar? Sei lá, de repente o cara te achou meio saidinha, sorridente demais, e resolve dizer que as outras eram tudo biscate, porque gargalhavam como putas, conversam com todo mundo na rua, mas você....

Tudo bem, você é exatamente igual ao que ele acabou de descrever, só que ainda não teve chance de colocar pra fora. Mas você é diferente, lembra? Então segura o facho, continua sendo "diferente", senão ele vai ver que é igual às outras..

Sim, este papo de diferente é pura balela, babaquice que alguns caras dizem quando não tem o que dizer. E muitas vezes eles usam mais como um tipo de aviso. Por exemplo: "Não gruda no meu pé, não fica de marcação e nem tenha chiliques quando eu passar o final de semana com a galera, porque você é "diferente" das outras.

Ser diferente quer dizer que as outras eram apenas as outras, mas você... Bem, você é diferente, uma peça única...Quem diria, hein? Bate ou não bate aquela sensação de que você é aquela figurinha rara no álbum do benzão?? Mas, e daí? Qual a importância de ser diferente se isso não acrescenta nada, se o cara nunca te leva pra porcaria de lugar nenhum, não te come com vontade, não te enche de mimos e carinhos???

Ele diz que é a mulher mais gostosa que ele transou. E ele diz com a boca cheia, cara de safado, prometendo que a noite será de quebrar a cama...Só que chega lá, ele faz a famosa "turnê sexual" (beijinhos nos seios, uma apalpada na bunda, lambidinha no pescoço, dois minutos de beijo na boca, meias dúzia de lambidinhas na periquita) e parte para o ataque!! E que ataque, meu Pai!!!! Uma verdadeira blitzkrieg: rápida e fulminante, sem chances de reação para o inimigo!!! Tão rápida que você nem sabe direito o que aconteceu:"Perái..Já acabou? E aquele lance de que eu sou a mulher mais gostosa da sua vida?"

Antes tivesse ficado entre as dez menos gostosas...

Então não fala nada, cara!!! Cale a boca e faz!! Mas faz gostoso, de ladinho, de quatro, de frente, plantando bananeira, mas faz!!! Não fica falando porque assim você acaba com a cabeça da garota!!! Claro, ninguém com um pingo de neurônios consegue entender como pode ser a mais gostosa e ser tratada como a mais broxante!!! Sim, broxante!!! Porque ela olha para esta porcaria de muxiba murcha no meio das suas pernas e vai no embalo!!

Sei não, mas acho que tudo não passa de uma maneira de agradar e iludir, para ver se ela não repara que é um tanga-frouxa... Claro, como não pensei nisso: mulher apaixonada e elogiada é capaz de relevar até um sexo de quinta categoria...

Outra babaquice é dizer que nunca sentiu nada por outra mulher como sente por você...Bom, isso deveria ser legal...Pelo menos se fosse dito com vontade, como se realmente fosse algo de muito bom. Sei lá, mas não de que vale ouvir algo assim, se está sentindo uma certa ponta de arrependimento? Oras, se o amor tem que ser exaltado e cantado em versos e prosas, o lance dele está mais para um tango ou um bolerão...

E sem contar que este tipo de homem, normalmente passional e que gosta de uma ceninha dramática, no estilo, "Jamais pensei que ia te amar assim...", para ser bem sincero, deveria dizer que amou uma porradas de garotas, mas que nenhuma foi tão forte como agora. E tem mais: será que ele não vai dizer isso para as outras que virão? Pode apostar que sim.

Esqueça os títulos e mande o cara passear, se começar a justificar suas cagadas com estas porcarias, de que você é diferente, que é a mulher da vida dele.

O amor não precisa de justificativas!!!!!! Quer falar? Maravilha! Mas antes é preciso fazer, demonstrar! Tudo bem, você me alma? Então deixa de ser um tremendo de um filho da puta e prova!!!
Não me deixe mais largada nos finais de semana em casa, me abraça quando a gente sair, e quando tiver que me beijar, que seja com amor, ou pelo menos com tesão, não estas bitoquinhas mal dadas. Seja meu companheiro, meu fiel parceiro, demonstre prazer de estar ao meu lado e, quem sabe assim, pode ser que eu acredite que me ama, que sou importante na sua vida.

E o melhor é que não precisará gastar uma gotinha de saliva com frases feitas!!!'
*****************
Obrigada, Paulo, por falar com tanta propriedade sobre o comportamento masculino, para nós, mulheres!

Nenhum comentário: