09/03/2009

Madrugada tensa na casa do BBB9

Vamos ao relato do showzinho histriônico que Naná resolveu levar à ribalta da casa do BBB9, na madrugada tensa e estressante na casa mais vigiada do Brasil, após o término da votação. Logo após a formação do paredão, o clima esquentou na casa, devido o descontentamento de Naiá com a votação do grupo B em Ana, para seu quinto paredão. Achando-se com o direito de tomar satisfações com o votante, partiu para o conflito, primeiramente com Francine que estava conversando com Ana Carolina no Quarto Procura-se, explicando-lhe o motivo de tê-la indicado esta semana.

Mal as duas começam a conversar, Naná, sem pedir licença, entra no quarto e as interrompe dizendo em tom ameaçador: "Quem votou em Ana está cavando a própria cova. Vocês estão perseguindo a Ana. Toda semana é isso. O grupo tem que votar com justiça e não combinando os votos. A primeira coisa que tenho dentro de mim é respeito e justiça. A amizade que eu tenho por Ana não se paga. Vocês não estão votando com justiça. Eu sempre fui justa na minha vida, e pretendo continuar assim". É de não se acreditar a arrogância dessa mulher. Com que direito ela pode questionar as escolhas das pessoas? Nunca se viu nada igual em outras edições!

Enquanto os confinados conversam na sala, Naiá irrompe na sala onde encontra Max e Flávio e os três começam a falar sobre a votação. A paulista continua esbravejando sua insatisfação com mais uma indicação de Ana, a intocável, ao paredão: "Vocês não estão agindo com justiça, estão cavando a própria cova. Um dia irão pagar por isso”. "Tenho muito respeito pelas pessoas. Vocês fizeram um pacto e vão sofrer muito na vida. Justiça acima de qualquer coisa, em qualquer momento". Como se vê, além de vociferar contra a decisão soberana dos votantes, ainda faz ameaças de grandes castigos futuros pela vilania de estarem “perseguindo” uma pobre menina inocente, que nada fez para merecer a antipatia da metade da casa.

Contrariado, Max a interrompe e tenta se defender: "Por que a sua justiça é melhor que a minha?". "E por que sua justiça é a correta e a minha não? Você está se achando a dona da verdade. O mesmo critério que usei indicando o Ralf, eu apliquei agora contra a Maíra". Naná, porém, continua agitada e falando que falta justiça no critério de votação do grupo. A seguir, revela aos confinados que Priscila teria afirmado que o antigo lado B fez um pacto de não votar entre si.

Francine interrompe e diz que não há pacto. "O próprio Flávio disse para o Max que se tivesse que colocar alguém do lado B, que fosse ele. Se é por justiça, ele está sendo justo. Não pensamos em votar na Ana, eu nunca votei nela. Mas como, se eu tenho amizade grande com eles, como vou chegar ao confessionário e dizer que vou votar no Flávio para não votar na Ana. O público vai dizer: 'que traíra'. Eu prometi o anjo pra Ana, e ninguém falou nada. Eu dei a minha palavra, e não vou mudar", afirma Francine.

Flávio diz que Priscila responde por ela, e explica que vota em Ana Carolina justamente por motivos que a catarinense dá. "Ela me dá mais motivos que os outros. Meu voto não seria para ela, mas na circunstância, foi nela. Qualquer outra atitude minha seria injusta ao público", afirma o gaúcho. “Eu votei na Ana porque ela continua me dando motivos, simplesmente por causa disso”. Gosto muito dela como pessoa, e ela sabe disso. Só que ela me dá muito mais motivos, inclusive sendo injusta comigo, como aconteceu na prova de líder que eliminei Milena e deixei-a competindo, para ser eliminado logo a seguir por ela. O mesmo voltou a se repetir na prova do anjo, realizada no sábado.

Naná se queixa de Flávio porque este passou dois dias questionando a saída de Ralf e não a de Ana. Aí, o ruivo resolveu passar a limpo a questão da imunização de Maíra, censurando abertamente a atitude incoerente de Naiá, pois, se iria sofrer tanto com a saída de Ana, porque não a imunizou, poupando a ela e à Ana de passarem por tanto estresse, culminando com a cena emocional na noite da eliminação. Ela tentou se explicar, mas Flávio não se mostrou disposto a aceitar, afirmando até Bial estranhou o fato. Arrogante, Naiá disse que não se arrependeu e, se tivesse tirado o anjo no sábado, teria imunizado Maíra outra vez. Quanta incoerência, Deus Santo!

Naná pergunta a todos: "Vocês vão dormir com a consciência tranquila?". "Eu vou", diz Flávio. Max diz que não quis indicar Ana, mas ficou surpreso ao vê-la, novamente, no paredão. O clima seguiu tenso na sala no BBB9. Agora é Milena quem resolve tirar satisfações com Naná. A loira reclama de sua convivência com a paulista, e diz: "Você está sempre me julgando e apontando o dedo na minha cara. Você tem que ter mais cuidado com isso, porque é algo que incomoda". Naná tenta se defender, e afirma que nunca é desrespeitosa com ninguém, apenas tenta dar sua opinião. A longa lavagem de roupa suja só terminou, quando Ana levou Naná da sala. Mas, ela já estava com os faróis baixos, inclusive por não ter conseguido armar nenhum barraco com os sereníssimos “perseguidores” de sua linda e loura netinha!

Resta-nos esperar pela terça-feira para ver qual será o espetáculo que Naná vai protagonizar com Ana para comover o público. Acredito que não será o show lacrimejante. Aposto mais em uma simulação de desmaio ou coisa que o valha... Mas que vamos ter espetáculo, disto não tenho dúvidas. Ana e Naná não admitem a indicação de Maíra pelo líder, no lugar de Flávio. São 4:30hs da madrugada. Ana e Naná, sentadas dentro do carro dado pelo anjo, ainda conversam, choramingam, esperneiam, revoltadas com a inominável injustiça perpetrada contra a linda filhinha caçula da mãezinha. Ana não cessa de desfiar seu rosário de padecimentos na casa, de perseguições, vitimizando-se com aquela falinha infantilizada e chorosa. Até terça-feira, vai ser dose para paquiderme termos que ligar o PPV, para aturar o drama existencial de Ana, preocupadíssima por não ter uma roupa chic para vestir no paredão! Haja futilidade! Haja palavrões e linguagem chula dessa menina rica e tão estudada! É um espanto!

Nenhum comentário: