21/03/2009

Max e Francine: juízo, meninos!

Depois que escrevi o post anterior, pus-me a pensar no que se passou naquela varanda, queria entender por qual motivo a relação de Max e Francine preocupa tanto aos demais hóspedes da casa. Sim, porque, não sendo parentes do casal, é curioso que se preocupem tanto em fazer a cabeça de Fran contra Max, é estranho que se importem tanto em defender a felicidade de Fran, em aconselhá-la, em questionarem se Max gosta dela ou não, se ele é sincero, se a protege, se tem atitudes condizentes com as que se espera de um namorado. Isto só diz respeito aos dois. Mas, pois foi isto o que ficaram fazendo na madrugada, especialmente Ana, por sinal a única que estava sóbria e bem consciente do que fazia. Só vejo uma explicação: Medo de que o único casal que sobreviveu venha a estar agradando aqui fora. Medo que os dois venham a usurpar o milhão que todos desejam.

À tarde procurei rever a cena nos vídeos disponíveis na net. Com mais calma e sem o sono me perturbando, pude ver a quantidade de cervejas e Ice que Milena e Priscila entornaram até o dia amanhecer, enquanto Ana se mantinha sóbria, muito vivaz e conduzindo o rumo da prosa. Aí, parei para pensar, onde estava a Ana ressentida que acusava aquelas pessoas de a estarem perseguindo e injustiçando? Como podia, de repente, estar tão à vontade de conversinhas na varanda com as suas perseguidoras, como se fossem velhas amigas? O que estava querendo a cavilosa, sóbria, manejando os cordéis para as duas alcoolizadas soltarem o verbo? Obviamente, jogava como nunca, atiçando as outras, reforçando as críticas, ajudando a queimar o filme de Max, enchendo de dúvidas a cabeça de Francine.

É impossível reproduzir em um post tudo quanto às três linguarudas falaram, mas que foi um massacre, é inegável. Foi muito para a cabeça de Fran, inclusive por ter tido um desentendimento com Max pouco antes de vir para a varanda, que fiquei sabendo, quando escutei a conversa deste com Flávio, motivado pelos ciúmes dela, desta feita de Joseane. Os ciúmes dela o incomodam muito. Ele está muito aborrecido, inclusive por causa das brincadeiras dela com Flávio na presença dele na varanda.
.
Ana e os outros não são tolos, já sacaram que o casal está dando IBOPE cá fora. Os “famosos” que visitaram a casa deixam implícita a sua simpatia pelos dois. Ana Maria Braga só faltou levar o fã clube, Angélica era toda sorrisos e atenções, Bial esconde mal o quanto gosta de ambos, inclusive forçando que Max assumisse seus sentimentos ao vivo. Todos estão querendo minar as bases da relação. Perceberam o quanto o castigo do Monstro foi favorável ao casal, mostrando os dois em cenas de pura ternura em torno do berço do bebê chorão. Ali nada passa batido aos olhos invejosos de todos, até Ana largou o luto, enxugou a cara e veio à luta na guerrinha para detonarem o casal.

Depois da sessão massacrante, Milena disse para Fran: “não fique grilada, faça o que achar melhor”. Sendo rematada por Priscila: “Lá fora, você vai ver que tudo é diferente”. Depois de enterrarem a faca, jogam açúcar na ferida. Fran defendeu Max e a sua crença na relação dos dois, calmamente, o tempo todo. Hoje, pela manhã, ao verem como a Fofurinha estava deprê, sentindo que se excederam na madrugada, por conta do álcool, trataram de virar o jogo, falando bem de Max, talvez receosas de que Fran falasse para ele o que ouviu das duas “amigas”. Daí o discurso tão oposto ao da madrugada, tanto dela quanto de Milena.

Tenho medo do que possa acontecer na festa de hoje, se Fran beber mais da conta e começar a falar demais, brigando feio com Max, o que é provável acontecer, se os dois não conversarem antes. E é isto o que Ana quer: para afastar dela a sombra que lhe faz a dupla unida. Quem não percebeu, na edição de hoje, a cena dos três (Milena, Pri e Flávio) no ofurô rindo de Fran que vinha quase correndo para consolar o bebê chorão? O risinho irônico e o menear de cabeça não deixaram dúvidas sobre o desprezo que sentem por ela.

A crise de Fran está tão braba que até com Joseane foi desabafar. Ai, Jesus! A bruxa aproveitou para detonar mais ainda a relação. Ó, Pai! Fran está fazendo tempestade em copo d´água. Nem percebe a maldade que fizeram com os dois. O castigo do monstro estava aproximando-os ainda mais, justamente numa fase ótima do relacionamento. Todas perceberam um Max diferente, todo ternurinha, humanizado, mas como isto as incomodou, trataram não medir esforços para desestruturá-lo. E, o pior, Max desconhece completamente o que se passou na madrugada e o que esta se passando com Francine. Se ela não falar, não será Milena ou Francine quem irá dizer-lhe. Flávio e Joseane também ignoram tudo, estava dormindo. Daí ser normal que ele não, entendendo a razão do gelo dela, fique imaginando ser motivado por ciúmes. Chateado resolveu não dar mole.

Se o Max não imunizar Francine e der a imunidade para Flávio, vai pisar na bola, queimando muito seu filme junto ao público. Eu não duvido nada que ele faça isso, se esse clima ruim entre os dois não terminar antes da edição do domingo. Eu torço para que se entendam, para que retomem, pelo menos, a amizade e a cumplicidade da época da xepa. Eu não agüento mais ficar sem eles, só estou ainda acompanhando o BBB9 por causa da presença dos dois na parceria. Quando estão bem parece que a casa fica iluminada com uma luz diferente. Eles são o melhor dessa edição, são os protagonistas de uma história emocionante e linda, são a alma e a fonte de emoção de uma edição que, sem eles, não existiria.

Quero o Benhê de bem com a Fofurinha. Sem a deliçazinha que os dois são juntos, eu fico também com a bandeira a meio pau. Eles são diferentes demais? Claro que são! Lembrei-me agora de umas palavras que Gide pôs na boca de uma sua personagem: “É porque és diferente de mim que eu te amo, não amo em ti, senão o que difere de mim”. Linguagem de romance, diriam talvez alguns. Linguagem humana, autenticamente humana, se queremos entender a essência do homem e a psicologia do amor, em que dois trazem à pobreza de cada um, a riqueza do seu próprio ser único, misterioso e insubstituível.

Nenhum comentário: