13/03/2009

Vitória gloriosa: Milena é a nova Líder!

A prova para a escolha do novo líder terminou com a vitória de MILENAAAAAAA, por desistência de Max. Ai, Jesus! Era tudo quanto eu queria! Aposto muito nessa jogadora íntegra, bom caráter, leal aos amigos, correta, articulada e com uma forte personalidade. Somente ela tem a firmeza necessária para indicar Naná para o paredão, acabando de vez com a comédia mexicana da “mãezinha devotada e sua filhinha chiliquenta".

Antes de esborrachar-se no chão, Naná logo pediu arrego e desistiu da prova. Francine ainda agüentou algum tempo, antes de deixar o carrossel. Já tarde, Ana reclamou do cansaço para Joseane. "Eu tô com dor de cabeça, na panturrilha e no pé", diz a catarinense. Joseane alerta-a: "Quando chegar ao seu limite, saia. Eu prometo que vou tentar ficar na prova, mas acho que vai ser difícil. Bem, nem a Naná vai querer que você fique aqui se matando", diz Ana Carolina.

A catarinense começou a fazer o que ela faz sempre, com habilidade de mestre: chorar e reclamar de dor. Pelo menos, desta vez tem um motivo real para chorar sem apelar para a teoria da perseguição. Naná chegou ao jardim e pediu para ela descer. "Desce daí, Ana. É estupidez". Naiá continua aconselhando Ana: "Está chorando, Ana? Se não agüenta, desce. Cuidado! Nada de passar dos limites, heim. O Bial falou isso: nada de ir além dos limites. Larga a mão!", diz a sexagenária.

A catarinense continua choromingando e vendendo o seu “peixinho” para o público: "Tenho medo de sair e eu não cuidar dela. Estou com medo dela ficar sozinha", revelou Ana Carolina. Joseane disse para Ana se acalmar e se oferece para ajudar. "Caso isso aconteça, me comprometo a cuidar dela", prometeu a mineira. Ana Carolina continua lamentando. "Eu fico preocupada com ela, ela não fala. Esquece os remédios, essas coisas. Ela é estabanada! "Após escutar Ana, Joseane é realista e avisa: "Uma coisa vai acontecer, ou você vai ficar sem ela ou ela sem você". Que cena tocante de novela mexicana! Que menina sofredora e abnegada! Se não houvesse um milhão em jogo, eu até me emocionaria com tão dramático clamor! É dose para paquiderme!

Ana, não suportando mais o cansaço e as dores nos pés, desistiu da Prova do Líder, desejou boa sorte apenas para Joseane e, aplaudida pelos BBBs, decerto aliviados por livrarem-se de sua tediosa e irritante presença. Retirou-se, ajudada por Nana, “gemendo e chorando” como na “Salve Rainha”. Naná leva a lacrimosa “filhinha caçula” para a varanda, acomoda-a no sofá e ouve sua lamentação monocórdia: "Não quero que você fique aqui na casa sozinha. Eu queria ser a líder". "Deixa de ser tonta, Ana", diz Naná, enquanto faz massagens na perna da loira, ainda fazendo biquinho. “Poisé”, Aninha, essa liderança não lhe pertence mais! Tadinha!

Ainda na varanda, Ana e Naná comentam sobre a Prova do Líder e, começam a praticar o esporte favorito de ambas: a maledicência, desta feita dirigida para o participante que mais as incomoda e temem: "O Max é um nojento, ficou falando que eu iria cair. Ele trapaceia no jogo", reclama a choro-Ana. "Ele está sabendo que a cama dele já está pronta, é a minha primeira opção de voto (é hilária ilusória pretensão da mimadinha de que tem poder para emparedar Max, se fizer isto, estará expondo Naná a ser votada para o mesmo paredão) Max não sabe viver em grupo", afirma a vovó (hehehe, decerto Naná acha que é mestra em convivência, esqueceu os barracos que já armou, é mesmo muito sem noção! hehehe).

“A gente tem que pegar o anjo", diz a catarinense. A paulista pede para Ana não se preocupar: "Não tenha medo, ainda tem o Big Fone, tem anjo". Ana interrompe a vovó e diz: "Eu quero o anjo, Naná". Tá, Aninha, Boninho já ouviu o seu recadinho, atenda o Big Fone e pegue seu “anjinho” no quarto branco. A “mãezinha” merece, o amor é lindo!

Até agora Ana apenas tem dado alguns chiliquinhos de patricinha mimada, se ainda não pirou, foi graças à presença da “dedicadíssima” mãezinha Naná sempre vigilante e perto da sua “galinha dos ovos de ouro”, pronta para lhe passar a mão na cabeça e dar colinho. Saindo a “mãezinha querida”, Ana vai tomar um choque. Quem sabe se assim ela caia na real e enxergue que aqui fora não são tão fortes e favoritas do público o quanto a soberba e a pretensão de ambas supunham.

Como ela irá reagir à saída de Naná? Ou ela surta sem a sua muleta, ou se mostra segura e menos infantilizada para jogar a sério, como adulta. Nesse caso ela cairia em contradição e decepcionaria o público que acreditou na amizade delas e no desespero de Ana para não se separar da “mãezinha”. Resultado? Só Boninho, com seus poderes mágicos na contagem de votos, poderá salvar a catarinense rica de um terceiro ou quarto lugares, para presenteá-la com o ambicionado milhão.

Joseane e Flávio desistiram juntos, deixando Max e Milena na prova. Logo depois, Milena alertou Max para a necessidade de imunizar Flávio dos votos de Naná e Ana, já “combinados” entre as duas, que não combinam votos. Ela propõe que o que desistir da prova do líder, irá lutar para ganhar a prova do anjo, para salvar Flávio. Max concordou e, depois de algum tempo, desistiu da prova, abraçou Milena e festejaram a vitória dela no quarto do líder. Estou feliz demais! Ponto para o grupo maximizado! E feliz liderança para a Manauara! Vai, Milena, vai e faça o que tem que ser feito!

Nenhum comentário: