09/04/2009

A grandeza e a pequenez de cada um

Na festa do encerramento do BBB9, a beleza do cenário, o requinte do sistema eletrônico que manteve o público acompanhando as últimas emoções dentro da casa e os três finalistas assistindo a tudo, eufóricos e de mãos dadas, o esplendor, a alegria contagiante dos vencedores e de suas famílias, tudo isso não contagiou nem sensibilizou alguns ex-participantes, que não conseguiam esconder o lado obscuro e desprezível de suas personalidades, corroídos pela destruidora inveja e pela sordidez do despeito e da maledicência, especialmente, contra Max e Francine. Poucos não falaram mal dos dois e disseram que não mereciam estar na final, muito menos com Max levando o prêmio milionário.

As desavenças dentro da casa parecem que não foram esquecidas fora do confinamento. Max conta que, após a sua vitória, Ana, Mirla e Naiá foram as únicas pessoas que não o cumprimentaram. O vencedor do BBB 9 também não encontrou com o trio na Maratona de Chats com todos os participantes. "Todos vieram falar comigo, menos Naná, Mirla e Ana. A gente entra no BBB para causar polêmica", diz Max, que comenta ainda o fato de outros ex-companheiros de confinamento terem dito que ele era muito jogador: "É a mesma coisa que eu te dar um drible e você falar que eu sou feio por causa disso", comenta. Ai, Jesus! Abana-me, meu santo! Ainda há quem ache que o BBB não é um JOGO, e é um jogo por dinheiro, no qual se disputa uma grana preta, que apenas o melhor jogador ganhará!!! É espantosa a alienação de muitos! Se já haviam dado mostras de deselegância e de espírito mesquinho, quando ainda estavam sentados assistindo ao show da vitória, muito pior fizeram, quando falaram no Chat que se seguiu. Aí protagonizaram um festival de rancores, de despeito, de críticas destrutivas e de referências desabonadoras, ácidas, maldosas que sinalizavam o mal estar, o incômodo, a incontida raiva que sentiam com a vitória do casal Maxine, mais até do que de Priscila.

A chocante e imensurável a disparidade entre a qualidade dos atributos humanos de Max e a de algumas pessoas que compuseram o grupo A, especialmente das venenosas Naiá e Ana Carolina, merecedoras da medalha de honra ao mérito, pelo execrável e deselegante espetáculo de rancoroso despeito, azedume e má educação que protagonizaram na festa e no Chat, ambas corroídas pela inveja e pelo ressentimento. Depois delas, ficaram os imbatíveis recalcadíssimos Léo e Ralf. Quem tomou conhecimento do que estas pobres almas anãs disseram sabe o quanto são dignas de compaixão e piedade, pela enorme frustração que lhes perverte e amargura o espírito, convertendo as palavras que dizem em puro fel e ácido.

O que em Max sobeja em termos de dignidade, elegância, classe, generosidade e paz interior, falta em todos eles. O respeito a si mesmos e aos outros que os cinco componentes do glorioso, iluminado e especialíssimo grupo B: Max, Milena, Priscila, Flávio e Francine esbanjam prodigamente, os componentes no outro grupo desconhecem de forma deprimente e aflitiva. Entre eles a atitude de respeito indispensável ao bom relacionamento com o outro ficou bastante evidente ainda dentro da casa, onde a inveja e as futricas correram soltas, gerando a dissolução gradativa e rápida de todos. Os amargos integrantes do Grupo A encerrarem sua participação no BBB9 da forma mais desabonadora e medíocre, ao contrário da turminha do grupo B, excluindo Léo e Nonô.

Os cinco sobreviventes, que levaram a edição nas costas e fizeram dela a melhor e a mais inovadora dentre todas, os sempre lembrados Milena, Priscila, Francine, Max e Flávio, foram os responsáveis pelo brilho da festa e, no Chat marcaram uma presença honrosa, suficientemente eficaz para mostrar as qualidades com as quais conquistaram o favoritismo fora da casa e chegaram à final como campeões, de mãos dadas, sem invejas, sem deslealdades, sem baixarias. A cena que mostrou Max despontando na passarela, trazendo Priscila de macaquinho nas suas costas, foi linda! Era a metáfora da amizade de irmãos de almas limpas, celebrando a vitória! AMO ESSE GRUPO PORRETA!

Naiá e Ana exultaram, depois de verem exibidas no telão, cenas do inusitado e inédito casal, formado pela Vovozinha e sua neta choromingas. Só não contavam que fossem mostradas, também, as cenas de Ana chorando, esperneando e chutando o vestido. Boninho Malvadeza jogou água gelada na fervura de Ana. No chat, Naiá insistiu em defender sua tese de que houve combinação de votos no grupo B, dizendo que, se o povo não enxergou isto, foi por causa das edições que não mostraram. Naná finalizou seu discurso maldoso imputando a culpa pela má escolha dos finalistas ao povo brasileiro que não saber votar. “Por isso venceu a mentira e a sexualidade para não falar outra coisa”. A tresloucada difamou Priscila impiedosamente, afirmando que, para ela, a morena não passa daquilo que todos viram: uma baixinha que explora a sensualidade. E ainda arrematou seu maledicente discurso declarando, em alto e bom som, que Francine é uma retardada. Ai, meu Padrim Cícero do Juazeiro, apaga de minha alma os pensamentos terríveis que essa irresponsável faz brotar em mim! Ai, que revolta!

Enfim, no Chat ambas foram simplesmente baixas em suas manifestações rancorosas, envenenadas pelo despeito e pela mesquinharia que sempre caracterizaram o comportamento da dupla albina, em sua passagem nada edificante pela casa do BBB9. Faltou-lhes o decoro, os gestos elegantes, a atitude educada e a compostura que são esperadas de uma senhora sexagenária e de uma jovem que se diz da alta sociedade, com curso superior e tão chic! Além de falarem mal de Max e de Francine, na festa e no Chat, foram as únicas que não os cumprimentaram pela Vitória, desprezando todas as regras de etiqueta e da boa educação: uma lástima! Naiá já havia deixado clara, na festa, a sua insatisfação com o resultado final, dizendo, com aquela sua voz esganiçada de gralha, que nenhum dos três merecia ter ganhado nada. Ana ainda caiu no ridículo de reviver o já desmoralizado discurso da perseguida, da coitadinha, da injustiçada!

Léo, que nunca foi realmente um comprometido com o Grupo B, mas um mero figurante, só proferiu palavras desmerecedoras e críticas negativas em relação a Max e Francine. Estava azedo e amargo, talvez picado pelo ferrão do arrependimento por ter perdido o autocontrole e dado o piti, auto-eliminando-se do jogo: “Max não era o merecedor desse milhão. Acredito que não saia nenhum casal firme dessa edição. Max e Francine estão juntos, mas também não vai dar certo. Se fosse preciso, eu viveria 10 anos na casa com a Ana, lógico que com o lindão junto. Como assim, Léo? Porque o “Lindão” teria que ficar junto? Que despautério! É outro bobalhão imaturo!

Emanuel perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado e não mostrar como é imaturo e tolo. Claro, o Mané, um bobão com um cérebro de minhoca, não suportaria conviver com alguém inteligente e interessante como Max. Leiam as pérolas que soltou: “Minha convivência com Max não foi das melhores”. “A vitória foi boa para ele porque ele jogou demais. Mas usou estratégias que eu não usaria”. “Eu me estressaria com o Max se continuasse na casa.” Que estratégias esse fôfo utilizou? Está delirando!!! Este falso e oportunista levou um fora de Priscila, muito bem merecido. Na casa, ele dizia que não continuaria com Pri depois do programa. Perto da final, ele mandou fazer uma camiseta com a foto dos dois, e começou a falar em reatar o namoro. Na festa da vitória, o babacão foi cumprimentá-la e tentou dar-lhe um beijo. Pri virou o rosto, deixando que ele beijasse só a bochecha. A cara de enfado que ela fez foi divina! Ela deu-lhe o que ele merecia! Cabra interesseiro, querendo pegar carona no sucesso dela!

Ralf deu um testemunho escancarado da sua velha, invejosa e biliosa animosidade com Max, o alvo de sua obsessão persecutória na casa, bem parecida com a de certos militares na época da ditadura, sempre obstinados, emburrecidos pelo fanatismo e armando (futricando) contra o seu alvo: “Quem não tem coração aberto, por exemplo, é o Max. Quando falo coração, falo de sentimento. Eu acho que não permitir esse afeto significa ser raso.” (Alguém entendeu o que ele quis dizer? Este é o Ralf, sempre enrolado com as palavras, tedioso e chatoooo). Os internautas perguntaram a Ralf o que ele acha de Max e o paulista revela que, apesar de torcer para Priscila, acredita que a vitória dele foi importante. Eu pergunto: foi importante por quê? Ô cara obtuso, travado!

Se este comentário sem noção depôs contra ele, muito mais pesou a atitude falsa, grosseira e descarada com Milena, tão digna e tão superior a ele! Esse linguarudo falseta, na noite em que ficou bêbado, conversou com Manu concordando com a proposta deste atoleimado sobre o “chega para lá” que ambos dariam nas ficantes, quando saíssem da casa. Inclusive planejando que, se elas entrassem em alguma balada onde eles estivessem, chamariam os seguranças para expulsá-las do recinto, pois não queriam se misturar com gente como elas. Depois dessa conversa canalha, Ralf continuou com Milena na casa, era um namorado corretíssimo que demonstrava gostar muito da dela. Saiu da casa aos beijos e efusivos abraços com ela, foi esperá-la no hotel, levando-lhe flores, entrosando-se com seus familiares e, até o último sábado estavam juntos no Axé. No domingo, deu-lhe um solene fora e, durante a festa final do BBB e a maratona de chats, ficou longe dela, não tendo a gentileza de mostrar a mínima atenção de amigo com a ex-companheira. Ele não tem autoridade moral para falar da "falta de coração" de ninguém, muito menos para dizer que Max “é raso”. E ele é o que? Depois de aproveitar-se dela, de iludi-la bancando o apaixonado e, em seguida, descartá -la!

Max foi digno no Chat, mostrando-se o mesmo homem que conhecemos na casa: respeitador, ético, educado, autêntico, coerente, seguro na defesa dos seus valores e dos seus princípios, ponderado no falar, com a cabeça bem na real, sem deslumbramento com a vitória e sem se mostrar ressentido com as mesquinharias e o desdém de alguns, sem criticar ou falar mal de ninguém. Francise também saiu-se muito bem, muito espontânea, sincera e calma. Ambos só confirmaram com as suas palavras e atitudes as pessoas especialíssimas que são.
.
Não sei como foi a entrevista de Flávio, Newton, Milena, Priscila, Joseane, Nonô, André, Michelle, Mirla e Maíra. o que soube foi que quase todos falaram mal de Max e de Francine e que Maíra estava fugindo de Francine e de Milena. Decerto por ter sido desmoralizada pelo vídeo da briga dela com Francine que a mostrava chamando Fran de “burra”, com Ana vendo tudo. Depois calou a verdade, e ninguém acreditou em Fran. Esse vídeo foi a última pá de cal na credibilidade de Maíra e de Ana, duas mentirosas que negaram o insulto à Fran. Grande Final! Lavando a roupa suja de Maíra e mostrando o ridículo de Ana. Lavei a alma. Não sei se Max viu a cena. Espero que tenha visto e sinta o quanto Fran estava coberta de razão. E VIVA, O INESQUECÍVEL E ESTUPENDO GRUPO B!

Nenhum comentário: