01/05/2009

O Aprendiz - 7º episódio

Aprendiz 6: Candidatos administram loja de conveniência para aumentar faturamento

Lucas e Rebeca retornam ao Sheraton, após a tensa sala de reunião, que culminou na demissão de Rutênio. O Grupo Best tenta se recuperar de mais uma baixa, e parte para a sétima tarefa, junto com os colegas da Maxxi.

Roberto Justus e seus conselheiros encontram-se com os aprendizes no Centro de Negócios do WTC, onde repassa a próxima missão: administrar e aumentar o faturamento de duas lojas de conveniência Select, dos postos Shell. Cada uma das equipes ficará responsável pela gestão de uma loja, e precisará pensar de forma criativa em soluções para aumentar o movimento e incrementar o caixa de cada uma.

Mas uma surpresa balança os aprendizes. Os líderes da tarefa, Stephanie e Álvaro, são trocados de equipe. A estudante de administração vai liderar os candidatos da equipe Best e o psicólogo de Natal comandará a Maxxi. A decisão de Roberto Justus surpreende e assusta a todos.

Após ouvirem o briefing da gerência de marketing da companhia, todos seguem para suas lojas para conhecerem o ambiente e prepararem o planejamento para os próximos dias.

Stephanie começa a delegar as tarefas para Mariana, Lucas, Ana Paula e Rebeca, que ficam surpresos e não gostam da maneira como a líder se coloca. Rebeca se sente intimidada e Mariana confessa que preferia trabalhar com Álvaro.

Já na equipe Maxxi, Álvaro parece insatisfeito com as ações planejadas e mostra um pouco de inquietação. Maitê toma a frente das atividades e cria uma comanda para vendas, sem o conhecimento do líder. Delicadamente, ele a avisa que gostaria de ser comunicado, sempre que algo for criado por sua equipe.

Todos trabalham duro, e cada equipe à sua maneira cria peças, banners, e procura chamar a atenção dos consumidores com promoções e combos. Lucas, pela Best, consegue negociar com fornecedores salgadinhos e pães de queijo sem nenhum custo, para comercialização da loja da Best. Ele e Ana Paula ficam responsáveis pela abordagem dos clientes na própria bomba de gasolina. Mariana e Rebeca ficam no atendimento interno, e todos sob a tensa supervisão de Stephanie. Ela se mostra insatisfeita com a limpeza da loja e entra num embate com Rebeca, pedindo a ela que limpe o vidro principal da conveniência, para que não fique cheio de dedos. Rebeca não gosta da ordem, e não obedece Stephanie, ajudando Mariana atrás do balcão e repondo mercadorias nas pequenas gôndolas.

A líder também percebe que Lucas está desanimado, durante a tarefa. Segundo ela, o aprendiz não estava mostrando o "sorriso no rosto", extremamente necessário para o sucesso nas vendas. E chama a atenção do gaúcho.

Já na equipe Maxxi, tudo parece fluir sem dificuldades. Karina e Marina oferecem guloseimas aos clientes na bomba, com um apetrecho semelhante aos bastões de alerta usados em boxes nas corridas de Fórmula 1. Álvaro contrata belas moças para agitar bandeiras quadriculadas, na calçada do posto.

Ao final da tarefa, os dois grupos aguardam ansiosos a chegada de Justus, os conselheiros e o gerente de marketing da Select/Shell, para o anúncio do vencedor. E numa decisão inédita, eles decidem dar a vitória às duas equipes: a Best aumentou em mais de 40% o faturamento da loja que estava sob sua coordenação. E a gestão, o cuidado e o atendimento aos clientes da Maxxi foram também notados pelo cliente.

Os aprendizes então precisam julgar o trabalho dos colegas e elencar nomes para a sala de reunião: dois candidatos de cada equipe enfrentarão Justus, Claudio Forner e Walter Longo e um deles será demitido. Vendo a dificuldade e apreensão dos estudantes em indicar estes nomes, Justus pede então à Stephanie e Álvaro que indiquem as pessoas que ficarão no Sheraton. A líder da Best diz que Rebeca e Lucas tiveram um pior desempenho na tarefa. Já o líder da Maxxi leva Maitê e Rafael para a temida sala de reunião.

Os demais foram recompensados com uma viagem para o Cruzeiro Aprendiz, no Splendour of the Seas. Três dias em alto mar, até Búzios, assistindo a palestras de Walter Longo, participando de todas as atividades do badalado navio e, de quebra, assistindo a uma apresentação musical de Roberto Justus.

Todos aproveitam cada minuto da viagem e se divertem muito. Para o show de Justus, celebridades como Ana Hickmann, Chris Flores, Ticiane e Helô Pinheiro marcam presença na platéia. E o apresentador solta a voz, em canções que escolheu especialmente para a ocasião.

No Sheraton, a apreensão e revolta dos aprendizes indicados para a sala é latente. Maitê não se conforma com a decisão de Álvaro e prepara todos os seus argumentos e questionamentos em relação à tarefa. Rafael também fica abatido. Rebeca e Lucas questionam os métodos da líder Stephanie e também se colocam.

Já na sala, Maitê inicia os trabalhos e critica o líder Álvaro. Rebeca e Lucas fazem o mesmo. Depois de muita discussão, Longo e Forner decidem poupar Rafael e o mandam de volta para o hotel, poupando o aprendiz de uma possível demissão. Ele pede então que os outros três saiam da sala e convoca, de maneira surpreendente, Stephanie e Álvaro, que ouviam tudo em uma sala paralela. Eles serão uma espécie de "conselheiros", para ajudar o apresentador a tomar a decisão final.

A discussão fica acalorada, especialmente quando Rebeca e Stephanie começam a discutir sobre as funções da goiana na prova. Maitê, inconformada, assiste a tudo.

Por fim, em uma decisão difícil, os conselheiros alertam Roberto de que Lucas não se apresentou bem nas duas últimas tarefas que lhe foram passadas. Mostrou apatia e desânimo, e por esta razão, ele é o demitido do episódio.

Chocado, Lucas não controla a emoção e chora compulsivamente na sala de reunião. É amparado pelas colegas.

Já no táxi, o aprendiz afirma que gostaria de ajudar o pai, que está doente e endividado. Mas que tem certeza que a experiência adquirida no programa poderá ajudá-lo num futuro próximo, a conquistar novas oportunidades.

Nenhum comentário: