03/07/2009

Max Porto, o melhor namorado do mundo


Max e Fran circularam juntos no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, hoje de manhã.

O benhê usava bermuda, chapéu e uma camiseta com os dizeres “o melhor namorado do mundo”.

Já Francine estava com uma camiseta preta com a estampa do personagem Patolino e completou o figurino com um cachecol.

Aí eu fico me perguntando: mas esse namoro não era mais falso que uma nota de 3 reais? Aqueles beijos sem língua não causavam asco e perplexidade nas najas invejosas? Esse love story não era só pra faturar mais dindim e terminaria logo após o dia dos namorados?

Tem que ter muita coragem pra envergar uma camiseta com esses dizeres. É um compromisso e uma declaração pública da sinceridade do sentimento que os une. Pode acabar amanhã, daqui um mes, na virada do ano, qualquer dia desses. Mas afinal, qual relacionamento está livre de se desfazer? E por causa disso seria falso? Quantos casamentos são mantidos por interesses financeiros e por conveniência?

Acostumem-se com a felicidade do casal delicinha, galera!

Nenhum comentário: