31/07/2009

No Limite começou com todo o gás


NO LIMITE começou prometendo muita diversão e dinamismo. A turma suou e gemeu com as primeiras tarefas. A longa caminhada na areia durante quatro horas, depois de serem obrigados a pularem no mar e virem a nado para a terra, carregando as bagagens e mantimentos nas costas ou em jangadinhas precárias, depois de terem jogado a bagagem e mantimentos na água, foi um prova de resistência , à qual nem todos conseguiram passar sem sérias consequencias.
.
Não vou tecer longo comentário sobre NO LIMITE, porque tive um dia atarefadíssimo e estou muito cansada. Mas, vamos lá pelo menos com as primeiras impressões. Já sabemos que a tribo Taiba é a campeã da primeira prova. Adorei o resultado porque os desafiados dos quais mais gosto estão nessa tribo: Ronaldo (57 anos) e o negro (não sei ainda todos os nomes), ambos revelando espírito de liderança e senso de organização.

Zeca Camargo estupendo como apresentador: seguro, dando show de desenvoltura e jovialidade, sem as interferências e inconveniências de Bial. O programa já começou trepidante, com muita adrenalina e alguns chiliques. O lugar escolhido para a realização do reality é paradisíaco, mas a vidinha é dureza naquele jardim do Éden!

O primeiro paredão já está formado com a antipáticas Bia – indicada pelo líder, e Eneida pela tribo Manibu. Espero que a melindrosa Bia caia logo fora. Já tivemos uma com queda de pressão e insolação, queimada do sol e sofrendo horrores. Não entendo como uma pessoa de pele tão branca encarou o sol sem protetor e sem um chapelão de palha para proteger o rosto.

Correm boatos de que o programa é pura enganação, que eles não dormem nas cabanas, que comem um belo jantar todos os dias e que toda aquele miserê é para impressionar os telespectadores. Nem quero saber se é verdade ou não, gosto do programa e vou vê-lo e comentá-lo. Inclusive porque acho exagerada a penúria que submetem a turma. Poderiam ter, pelo menos, uma barraca de lona para se abrigarem e dormirem mais protegidos da chuva. Poderia comentar o que achei da turma feminina, mas vou deixar para depois... Inté !

Nenhum comentário: