15/10/2009

Saia justíssima!

O fato ocorreu em 2007, mas essa semana voltou a ser notícia: Maitê Proença fez um vídeo onde faz piadas com o povo portugues. O vídeo termina com a atriz cuspindo em uma fonte, num ato de total falta de educação.

O vídeo motivou um protesto de um cidadão português junto ao Embaixador do Brasil em Lisboa, a circulação de um abaixo-assinado na Internet e diversas críticas na imprensa e na blogosfera.


Nas imagens, Maitê apelida Sintra, patrimônio da Humanidade, de vilazinha. Mostra também a sua ignorância ao confundir o Tejo com o mar, passa um atestado de incompetência a técnicos de informática e ao serviço prestado por uma unidade hoteleira de luxo, afirma que Salazar encabeçou um regime ditatorial durante cerca de 20 anos, satiriza o estilo manuelino do Mosteiro dos Jeronimos, brinca com figuras incontornáveis da história portuguesa, de Vasco da Gama a Luís Vaz de Camões e Fernando Pessoa, além de cuspir na fonte daquele monumento nacional. Maitê apresenta ainda como prova da sua presença nesse 'estranho' Portugal a imagem de um três invertido sobre uma porta. A atriz aparenta desconhecer que se trata de um símbolo esotérico.


Maitê declarou no seu twitter que 'a verdadeira sabedoria está em saber rir de si', porém, a direção do canal GNT, no Brasil, afirma que não houve qualquer intenção em ofender os portugueses e Portugal ao exibir o video no "Saia Justa", em março de 2007. O GNT lamenta a repercussão negativa do quadro "Saia de Vídeo" e pede desculpas aos cidadãos que se sentiram atingidos.

Achei lamentável o vídeo, a referências aos portugueses e a risada coletiva das suas colegas do Saia Justa, como se aplaudissem as várias piadas infelizes feita por Maitê.

Nenhum comentário: