05/11/2009

Melissa, 30 anos


É muito comum que na moda seja levantada a discussão da identidade. O que seria um produto original do Brasil? Enquanto filósofos e players do mercado buscam essa resposta, a Melissa comemora 30 anos de vida. Criada pela Grendene em 1979, a sandália - que no início era uma única peça, a clássica "Aranha", inspirada nos chinelos usados pelos pescadores da Riviera Francesa - hoje carrega no portfólio mais de 500 modelos diferentes, 50 milhões de pares produzidos em terras brasilis e outros 20 milhões de unidades no mercado Exterior (já que elas marcam presença em mais de 80 países).

Para celebrar um marco tão raro, a grife montou a exposição "Melissa Eu!", que vai ficar no ar até 15 de novembro, em Santa Tereza, no Rio de Janeiro. O espaço é um casarão do século 19, com uma das vistas mais belas da Cidade Maravilhosa: Baía de Guanabara. Ali, nos aposentos que já serviram de morada para a nobreza, a marca também exibe o novíssimo modelo criado por Jean-Paul Gaultier.



E não para por aí: a primeira sandália criada pelo estilista francês, em 1982, também está na exposição, que ainda conta com Melissas assinadas por Vivienne Westwood, Thierry Mugler, Zaha Hadid, Karim Rashid, Alexandre Herchcovitch, Isabela Capeto e irmãos Campana, entre outros. Tem até uma máquina que "fabrica" míni-Melissas em tempo real. E então, já dá pra responder o que seria um produto original do Brasil?

Nenhum comentário: