07/11/2009

Rio, sensação térmica 45 graus


Banhistas aproveitam dia de calor e lotam a praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio, nesta sexta (Foto: Fábio Motta/Agência Estado)


Se Fernanda Abreu fosse regravar o clássico 'Rio, 40 graus', esse novo título lhe cairia muitíssimo bem. O Rio de Janeiro está escaldante, insuportável! É gente suada em todos os cantos, é engarrafamento para todos os lados, ônibus lotados em todas as direções, até para onde não tem praia.

Não sei o que acontece no calor. Parece que todo mundo resolve sair de casa para pegar a fresca em algum lugar. Particularmente, odeio calor. Sinto-me indisposta, cansada, sem folego. Como trabalho na rota da praia, vejo-me obrigada a dividir o busão com toda aquela gente ociosa que vai à praia em qualquer dia da semana. E que voltam da praia lá pelas 8, 9 da noite, por conta do horário de verão. Conclusão: eu em pé no busão lotado, todos os dias, na ida e na volta.

Adoro quando chove! Apesar dos inconvenientes, o deslocamento fica mais fácil, mais silencioso. Nada de 'nens' matraqueando no ônibus, contando a vida dos patrões, dos maridos, dos filhos e gargalhando alto. Sim, minha gente. Como eu já disse lá em outro post, moro longe pra burro do local onde trabalho e, nessas situações, é normal (?) que as pessoas façam amizades no coletivo. Acho que ajuda a passar o tempo, né?

Hoje passei mal no ônibus quando ia para o trabalho. Certeza que foi por causa do calor insuportável. Me deu um treco, comecei a suar frio, a sentir vertigem; foi um chilique esquisito. Assim que melhorei um pouquinho, resolvi descer e pegar um ônibus com ar condicionado. Encontrei várias 'nens' lá, reclamando que tiveram que pagar caro por conta dos ônibus mais baratos estarem superlotados.

Pra fechar a viagem com chave de ouro, havia um sujeito com um Nextel nas alturas, que bipava de cinco em cinco minutos, e eu fui obrigada a ficar ouvindo conversa alheia. Acho que a lei de 'proibido aparelhos sonoros no interior do veículo' deveria começar a ser cumprida, porque ter que compartilhar meu ouvido com assuntos que não me interessam nem um pouco, é a treva.

Pelo menos o ar condicionado estava ES-PE-TA-CU-LAR!

Nenhum comentário: