16/01/2010

Apelação no BBB10

Detesto esse chororô em reality. Só eu sei o quanto eu detestava quando a Siri aprontava aquela choradeira toda vez que ia para o paredão. E olha que torci por ela!

Hoje, e novamente, foi a vez daquelaquenãoéputanemsanta aprontar sua cena pra comover os outros. Eliane contou para seus 'amigos', e para tooodooo mundo que assiste ao PPV, o quanto sua vida foi dura e difícil. Vejamos:

* passou fome;
* o pai quase morreu depois que levou quatro facadas de um primo;
* sua avó era caixeiro-viajante (ou seria caixeira?);
* sua mãe aprendeu a ler e escrever sozinha;
* sua mãe foi criada no Juizado de Menores (Juizado é um abrigo?);
* seus pais moraram em uma pensão, junto com o primeiro marido da mãe (que gente civilizada!);
* seus pais eram muito distantes.

Ai, juro, fico virada na Jiraya quando vejo cenas como essa! Já não tinha engolido a cena de coitadinha que ela fez quando falou que ninguém gostava dela. Acredito que todo mundo ali já passou por alguma dificuldade na vida e muitos vêem no BBB a única possibilidade de mudar o destino. Mas fazendo drama, já pego nojinho.

Não gosto dela. Posso até mudar de opinião no decorrer do programa. Acho difícil, porque a acho oportunista, exibicionista e egocêntrica. Tem alguma coisa naquele olhar que definitivamente não me cativa.

Nenhum comentário: