05/04/2010

Invencionices



Eu já falei aqui que sou fascinada por invenções? Pois é...que atire a primeira pedra quem nunca se viu estourando enlouquecidamente as bolinhas de um plástico-bolha! É ótimo para desestressar e já vi gente até brigando por um pedaço do dito cujo.

O que mais me espanta nisso tudo é que, na falta do material ao vivo e a cores, existem pelo menos quatro versões de plástico-bolha virtual, que podem ser estourados a qualquer momento e quantas vezes o internauta quiser. Não acredita? Loucura demais? Confira:


Criado por dois engenheiros há 50 anos - o suíço Marc Chavannes e o americano Al Fielding - como um papel texturizado e logo como um isolante, este famoso plástico cujas bolhas foram explodidas por gerações de crianças e adultos alcançou o sucesso graças à ideia de usá-lo como material de embalagem.

Conta a lenda que Chavannes estava em um avião no aeroporto de Newark (Nova Jersey, noroeste dos Estados Unidos) quando teve seu momento 'Eureka''. Ao observar a forma como as nuvens pareciam amortecer o avião, teve a ideia de substituir os velhos papéis de embalagem e os papéis de jornal na hora de proteger objetos frágeis.

Logo, os criadores melhoraram o produto até obter o plástico bolha que se conhece hoje em dia, com suas bolhas de ar tão apertadas que fazem barulho ao serem pressionadas.

Nenhum dos inventores poderia imaginar que este inteligente conceito de papel de embalagem se converteria em um fenômeno da cultura pop. Para se ter uma ideia, a página do Facebook do plástico-bolha tem mais de dois milhões de fãs.

O fabricante inclusive criou no seu site um jogo em que os internautas tem que explodir bolhas de vários tamanhos. O jogo também tem aplicativos para telefones celulares como o iPhone.

Os japoneses, que de bobos não tem nada, desenvolveram um chaveiro eletrônico batizado de PuchiPuchi, que é um aparelho de 25 gramas, com oito botões que simulam esses pequenos estouros. Para dar mais emoção à atividade, a empresa japonesa Bandai criou uma surpresa: a cada cem estouros, o aparelho alimentado por bateria faz um barulho diferente. De acordo com o site de tecnologia Engadget', os sons vão de uma voz sexy ao barulho de campainha.

Então, tá estressado? Vai estourar plástico-bolha! Ligue o som e divirta-se!

5 comentários:

maria teresa disse...

Oi querida, que bom estar de volta e me deliciar com tudo que vc escreve, andei na moita e mesmo lendo seus posts fiquei quietinha, mas continuo te gostando mto, bjos querida ah adoro estourar bolinhas

Lugirão disse...

Glória , finalmente acabou o BBB10 e posso voltar a visitar os meus blogs preferidos, e que felizmente voltaram a cor de antes(não resisto),rs.

Adoro plástico bolha , não posso ver um pedaço que já vou estourando, muito bom. Não sabia que tinha ele virtual, vou testar.

Boa semana,

Bjos.

Carol disse...

Eu já vi por aí um chaveiro que imita plástico bolha, é de plástico e INTERMINÁVEL! Uma maravilha!
eu adoro! hehehe

Beijos

Carol França disse...

Hahaha
Muito bom, primeira vez que vejo esse programa das bolhinhas. Realmente não ha nada que o homem não possa inventar. Hehe
COnfesso que tentei terminar de estourar todas, mas assim como as bolhinhas reais, não tive saco pra isso. Na verdade nunca tive essa emoção de estouradores de bolhinhas, ainda mais virtualmente.
Mas, muito bom ver como as coisas vão surgindo..
Amei seu blog.

Beijos

Mamis disse...

Adorei, vou ficar aqui, nunca mais vou sair! bjs