06/04/2010

São as águas de Março invadindo Abril

Eis que meu telefone toca às 7 da manhã:

- Alô, vai ter aula pra 703 hoje?
- Filha, aqui não é da escola, mas o prefeito já apareceu na televisão pedindo pra ninguém sair de casa hoje, porque o Rio de Janeiro está um caos.

Pronto, fiz a amiga e aconselhei uma mãe desesperada que não sabia se mandava o filho pra escola ou não.

Então...o Rio de Janeiro está um caos total. Não tenho como chegar ao trabalho, porque passo por uma serra onde caiu uma barreira. Graças a Deus a minha chefe tem bom senso e já atendeu ao telefone dizendo: "Nem sai de casa!"

A última vez que usei galochas e capa de chuva foi no primário. Acho que teremos que relançar os modelitos, porque chove no Rio de Janeiro como nunca choveu. Fim do mundo em 2012? Que nada, fofos...o fim do mundo já chegou.

6 comentários:

Carol disse...

É, amiga...
tá chegando o fim... acho que erraram na previsão!

Nem sai de casa!

Bjs!

Patricia Daltro disse...

Acabei de falar isso no twitter, ninguém avisou a natureza que ainda faltam 2 anos pra 2012!
Medo!
Aqui na minha rua está tranquilo, o caos está na rua transversal onde posso cantar: foi um rio que passou em minha vida... triste!

vanny marques disse...

Pois é... aqui em São Paulo, no final do ano de 2009 e início de2010, várias vezes a chuva nos pegou a caminho de casa. Houve um dia que de volta do trabalho ( por volta das 16h30), que normalmente demoraria uns 20 min. demorei quase quatro horas e fiquei apavorada. Até brinquei que no Natal, ia pedir a papai noel um par de galochas e um bote inflável.

É preciso muita paciência e só sair à rua quando for absolutamente indispensável. Essa prud~encia se faz necessária, pois os nossos governantes ficam impassíveis e omissos. O bom é que passa... coragem.

Giovana disse...

Pior q ja chegou msmo!!

Fernanda Reali disse...

Agora está calmo, mas nem me arrisco a sair, pois se faltar luz vou ter que subir 14 andares. Detesto frio e chuva, me faz ficar triste, e ainda mais com essas tragédias anunciadas.
Beijos

Inez Alvarez disse...

Estas chuvas me fizeram lembrar a de 1966 quando eu era bem pequena (nossa me entreguei - rs). mas lembro que na época fiquei bastante impressionada com os estragos apesar da pouca idade e desta vez me reportei a mesma sensação que tive na época.
A sensação é de impotencia perante a natureza quando ela parece simplesmente querer reagir a ações anteriores nossas.

Bom hoje o sol parece querer ressurgir e nos dar uma tregua.

Bjs e um bom dia