10/01/2012

Finalmente, hoje é dia!


Diretor do “Big Brother Brasil”, Boninho conta que a produção do reality show reuniu seus esforços para “voltar ao básico”. “A ideia é recuperar o clima dos primeiros programas, inclusive provas e dinâmicas”, contou ele. Os 12 participantes que começam a disputar o prêmio de R$ 1,5 milhão hoje, no entanto, parecem formar um grupo mais inflamável do que o da edição de estreia.

A julgar pelo perfil dos selecionados – incluindo a recém-anunciada Fabiana Teixeira, garota-propaganda de 35 anos que substituiu a desistente Fernanda Girão, ontem –, a convivência tem tudo para ser mais tumultuada.

De um lado, participantes com comportamentos sexuais mais permissivos – a paulistana Mayara, produtora de filmes pornôs, como representante. Do outro, os evangélicos assumidos, como a baiana Jakeline. No meio deles, gays, lésbicas e bissexuais – antes das desistências de Netinho e Fernanda, eram quatro, segundo a produção do programa. Um ano após a vitória de Maria, a “sister” que se destacou pelos modos nada pudicos durante o confinamento, discussões sobre a moral e os bons costumes voltarão a ser o fator de conflito.

Difícil dizer o quanto as baixas de Netinho e Fernanda comprometem os planos iniciais para o “BBB 12”. Isso porque o programa não seleciona participantes apenas por características individuais. Na seleção, eles tentam antever como os escolhidos vão interagir juntos. Assim, qualquer mudança pode alterar a “liga”.

Fato é que os dois substitutos têm perfis distintos dos substituídos. O paulista Ronaldo foi vendido como “cuca fresca” pelos amigos, bem diferente do advogado Netinho, que abandonou o pré-confinamento no hotel levantando a polêmica sobre seu misterioso “hábito não imoral, não sexual”.

Já Fabiana, de Ribeirão Preto, é casada e mãe de família – bem diferente de Fernanda, carioca que tinha o perfil de barraqueira e fama de quem namora meninos e meninas. Ela desmente: “Tem muita fofoca”, contou a loira ao “O Globo”, alegando que abandonou o jogo quando soube (quebrando o isolamento total do hotel) o que falavam dela na internet.

Hoje, quando os 12 brothers entrarem na casa, o contato com o mundo ficará, agora sim, reduzido ao mínimo. No início da tarde, eles seguem em carreata até a casa, no Projac, Rio. Lá, serão recepcionados por Pedro Bial. Na plateia, 60 “quase brothers”, gente que foi barrada na última fase. Se alguém pular fora, pelo menos, repor será fácil.

Fonte: Diário SP

2 comentários:

Sel disse...

Olá Glória, ótimo ano prá vc menina!!!

E que venha o BBB12... vamos ver o q nos reserva Bones (se bem q as vezes ele erra a mão feio... rs).

Tamo junto e misturado!!!

Até.

Zenóbia Collares Moreira disse...

OI, Glória! Enfim conhecemos 16 bbs, em vez dos doze. O negão modelo, além de lindo é inteligente. Gosteeeeei... Jonas e João Maurício são lindos e com jeitão de gente boa. A baiana e o cawboy do Mato Grosso são os caipiras da edição. Gostei dos dois.
Claro que essas simpatias são de primeira impressão. Talvez também seja por conta da primeira impressão não ter achado boas biscas o magote de periguetes da edição, a tal Mayara e a gorda bundudona Analice. Enfim... nada de novo no reino de Bonnes. Bjs.