07/03/2012

Intensamente eliminada

 

Menor rejeição da Selva até o momento, Renata foi eliminada hoje com 66% dos votos.  João Gargantão não ficou porque é amado salve salve Brasil, mas, a exemplo do paredão dele com Laisa, o mineiro conseguiu escapar porque a rejeição das suas oponentes foi maior. Seguramente, vaza num próximo paredão. Até com Mama e Kelly. 

Renata não venceria mesmo o programa. Se quis trilhar o mesmo caminho da desmiolada Maria, vencedora no ano passado, tinha que ter o mesmo carisma, pelo menos. Não acredito que o fato dela ter ficado com três - ela afirma que não ficou com Ronaldo - tenha sido determinante para a sua saída. 

Não concordo com Bial quando ele quis comparar a mineira à Leila Diniz. Leila foi uma mulher fantástica, quebrou tabus na época mais negra já vivida no Brasil (ditadura militar) e chocava as pessoas com seu jeito sem cerimônia ao falar sobre sexo e sua vida pessoal. Leila era inteligente. Leila pensava.

Renata não foi revolucionária. Não sei se por má vontade minha, mas nunca consegui ouvir uma conversa interessante entre Renata e outras pessoas. Sempre a achei enjoadinha e intelectualmente limitada. Seu assunto se resumia à sexo, sexo e sexo. Ou a afirmar, como se para convencer a si mesma, que vivia intensamente. Até durante seu chat com Valverde, Renata foi redundante e econômica nos pensamentos e declarações. 

Renata não quebrou tabus. Fez lá dentro o que muita jovem faz aqui fora, longe dos holofotes, longe dos olhos dos pais, nas baladas e motéis da vida. A liberdade sexual deu à mulher os mesmos direitos que os homens sempre tiveram. Cabia à Renatinha saber se era mesmo necessário fazer uso dessa liberdade em um reality. Não vi nenhum ex-bbb ser verdadeiramente respeitado profissionalmente depois de atitudes tomadas dentro do programa.


O que é do João Carvalho está guardado. Se não for líder ou se não for imunizado pelo Anjo, com certeza estará no próximo paredão.

Um comentário:

Anna disse...

Nossa, concordo em gênero, número e grau!