24/01/2018

A estreia e as minhas primeiras impressões

O BBB18 começou mesmo somente ontem, com a entrada dos 16 participantes que estavam confinados no hotel. A entrada foi como em todas as edições: gritos, agradecimentos a Deus, choro, deslumbramento, alegria, euforia. Tudo normal. Mas, antes de falar um pouco dos novos participantes, quero dar uma palavrinha sobre a família Lima. 

Eu acompanho os realities que assisto na TV também no Twitter, que é a rede social mais espetacular para troca de informações rápidas, em tempo real. E, como um meteoro, a relação de pai e filha, de tio e sobrinho e a apatia da mãe da família Lima tomaram conta dos tweets e a hashtag #ForaFamiliaLima ficou por muitas horas nos Trending Topics. 

Confesso que fiquei - e ainda estou - bastante incomodada com a intimidade entre pai e filha: selinhos demorados demais, levantar a toalha em que a filha estava enrolada pra ver se ela estava de calcinha, beijar a barriga dela e colocar a mão em cima das partes íntimas dela na piscina, deitar sobre ela e fazer movimentos nada normais entre pai e filha, tudo isso chocou a todos nós. Além desse comportamento incestuoso, também é estranho o comportamento entre tio e sobrinho. É muito carinho e carícia desnecessários. E o quê falar daquela mãe? Apática, omissa e nunca está perto nos momentos de carícias entre os três. Desculpe-me quem acha normal, mas não imagino meu pai rebolando em cima das minhas pernas, nem me dando selinhos, muito menos demorados. Achei nojento, imoral e definitivamente, essa família não me representa nem representa a família brasileira. Dois deles permanecerão na casa após votação pública e eu estou torcendo para que Tiago Leifert nos informe, a qualquer momento, que tudo não passou de uma brincadeira e que nenhum dos quatro ficará no reality. Principalmente porque a edição não mostrou todas as cenas polêmicas. Apenas mostrou o pai deitado nas pernas dela e mexendo os quadris ao som de um funk, como se estivéssemos julgando uma cena sem som e fora do contexto.

No primeiro dia na casa, Ayrton, pai da família Lima, deu um selinho em Ana Clara, sua filhaAna Clara também teve suas postagens vasculhadas de cabo a rabo: inúmeras postagens preconceituosas da moça foram expostas na net e eu já peguei ranço. 


Com a entrada dos outros 16, parece que a família deu uma esfriada. Ana Clara e Jorge tentaram interagir, Ayrton tentou ser o centro das atenções durante seu discurso de apresentação para os outros brothers e a mãe Eva...bom, a mãe é aquilo. Conclusão: rolou antipatia dos novos com a família e vice e versa. Eu quero é treta! Saem dois e depois os outros vão pro paredão até sair. 

Gostei bastante do grupo selecionado para essa edição, de uma maneira geral. Achei a Nayara a mais apagadinha. A Gleici também não me agradou muito não, mas eu acho que o jogo dela é mais de observar. Não vi ninguém chorando pobreza, nem se vitimizando (amém, Senhor!). Adorei o sírio Kayzar: uma mistura bem melhorada do Bambam com o Cezar. Alguns brothers acham que ele não é concorrente de verdade, como em outras edições em que Boninho colocou atores ou participantes de outros BBBs estrangeiros para dar uma mexida no jogo. Não sei não, mas tem pinta de campeão. 

Outra que merece destaque é a bruxa Ana Paula. Não por algum atributo, alguma virtude, alguma beleza, alguma coisa fantástica que tenha feito, mas pela voz insuportavelmente irritante. Pensa numa cruza de Maroca com Pink? Pois é. Apesar disso, acho que vai ser uma boa concorrente. 

 (Foto: TV Globo)

Ontem mesmo já teve prova valendo duas imunidades e dois cheques de cinco mil reais. O grupo verde, composto por Lucas, Viegas, Wagner e Caruso venceu a prova e está no Tá Com Tudo. Caruso e Viegas ficaram com o dinheiro e Wagner e Lucas estão imunes ao primeiro paredão.

Paula, Gleici, Mara e Diego não participaram da prova e foram para o Tá com Tudo e ainda vão participar da Prova do Líder, sem fazer esforço nenhum. Se deram bem! O time Azul (Jaqueline, Jéssica, Nayara e Ana Paula) está no Tá com Nada e disputa a Prova do Líder e o Time Vermelho (Mahmoud, Kaysar, Breno e Patrícia) está no Tá com Nada e não participa da Prova do Líder. 

Estreia movimentada, interessante e bem dinâmica. Titi estava bem nervoso, porque o povo falava mais do que pobre na chuva. Acho que não vamos passar muita raiva esse ano não. Oremos!

2 comentários:

Cecília Novaes disse...

Não se sinta inútil não haha
Acho que este ano vamos passar menos raiva também. Espero que as pessoas a analisem os participantes ao invés de fechar fã clube.

Glória Tupper disse...

Cecilia, Deus nos DIBRE dos fandons...rs