12/10/2007

Dia das Crianças


O primeiro brasileiro que teve a idéia de criar um dia que homenageasse as crianças foi o então deputado federal, Galdino do Valle Filho, na década de 1920. A idéia logo foi aprovada por todos os outros deputados e em 1924, o presidente Arthur Bernardes, oficializou a data através do decreto 4867 de 5 de novembro.

Dessa maneira, o dia 12 de outubro passou a ser a data de comemoração do Dia da Criança no Brasil. A data, porém, não pegou logo de cara. Apenas na década de 60, quando a fábrica de brinquedos Estrela fez uma promoção conjunta com a Johnson & Johnson para lançar a "Semana do Bebê Robusto" é que a data passou a ser comemorada.

O sucesso de vendas foi tão grande que naquele mesmo ano outras empresas do ramo criaram algumas “semanas da criança” com o intuito único de aumentar a venda no setor. No ano seguinte os fabricantes de brinquedos se uniram e, “ressuscitaram” o antigo decreto do presidente Arthur Bernardes, elegendo o dia 12 de outubro como data oficial para todo o comércio do setor.

A comemoração do Dia das Crianças no mundo, porém, acontece nas mais diferentes datas (sem falar no estilo das comemorações!).

Na Nova Zelândia, o Dia da Criança é sempre o último domingo de outubro. A cada ano, as crianças escolhem um animal nativo do país para homenagear.


Dia Internacional da criança no rádio e na TV
Anualmente, no segundo domingo de dezembro, mais de 2 mil emissoras de rádio e TV de 170 países abrem espaço para crianças participarem da criação de programas e dizerem o que pensam.


Na Iugoslávia, o Dia das Crianças é comemorado no dia 22 de dezembro. A tradição manda os pais brincarem de amarrar seus filhos para depois soltá-los, já que são bons meninos. A folia vai até o domingo seguinte, Dia das Mães, quando os filhos brincam de amarrar as mães e soltá-las em troca de doces e guloseimas. E, no próximo domingo, os pais entram na brincadeira e são soltos em troca de presentes para as crianças.

A Turquia celebra o Dia das Crianças no dia 23 de abril. Assim como no Brasil, as crianças passeiam com seus pais e ganham presentes. Na Índia, o Dia das Crianças é no dia 14 de novembro, e serve também para comemorar o aniversário de Jawaharlal Nehru, primeiro-ministro da Índia quando o país se tornou independente do Reino Unido.

A comemoração mais “diferente” é a do Japão. No dia 5 de maio é celebrado o Tango no Sekku (Dia dos Meninos). Nessa data, as famílias exibem capacetes de guerra tradicionais, para que as crianças cresçam fortes e saudáveis. Come-se bolo de arroz recheado de feijões vermelhos e enrolado em folhas de carvalho e bolo de arroz enrolado com folhas de bambu. E pensar que tem “brasileirinhos” que reclamam de comer algumas folhas de alface hein...

A ONU (Organização das Nações Unidas), por sua vez, comemora o Dia Universal das Crianças. A data é celebrada em 20 de novembro quando é comemorada a aprovação da Declaração dos Direitos das Crianças. No Brasil, o direito das crianças e do adolescente é garantido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

Declaração dos Direitos das Crianças

1. Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importa a sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.
2. Toda criança deve ser protegida pela família, pela sociedade e pelo Estado, para que possa se desenvolver física e intelectualmente.
3. Toda criança tem direito a um nome e a uma nacionalidade.
4. Toda criança tem direito à alimentação e a atendimento médico antes e depois do seu nascimento. Esse direito também se aplica à mãe.
5. As crianças portadoras de dificuldades especiais, físicas ou mentais, têm direito à educação e a cuidados especiais.
6. Toda criança tem direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade.
7. Toda criança tem direito à educação gratuita e ao lazer.
8. Toda criança tem direito de ser socorrida em primeiro lugar em caso de acidentes ou catástrofes.
9. Toda criança deve ser protegida contra o abandono e a exploração no trabalho.
10. Toda criança tem direito de crescer em ambiente de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.

Nenhum comentário: