29/03/2009

Fran engoliu o sapo: pediu desculpa! Ó dó!

Logo que acordou, Fran pediu desculpas a Flávio por ter parado de falar com ele, que a eliminou da Prova do Líder. "Só espero que você não esteja pedindo desculpa por remorso, mas sim por ter sido infantil", afirma o gaúcho. "Infantil", brinca Fran, imitando a voz da eliminada Maíra. Melhor assim, Fofurinha, sem levar os sérios as sandices do palhação de comédia bufa!

Na varanda, Flávio e Francine têm uma conversa séria. Eles falam sobre o Big Fone e sobre a prova que deu a liderança ao gaúcho. O chato de galochas pediu à Fran que dissesse se o pedido de desculpas dela para ele foi de verdade. A seguir ligou o play e continuou seu tedioso e professoral discurso, cheio de erros gramaticais: "Cuidado para você não perder amigos de verdade na sua vida, amores... por não ter pedido desculpa. O problema é que tu é inconstante... Não é que tu não tenha maturidade, só que tu é inconstante. E isso é um problema, porque às vezes as pessoas podem não entender. Eu estou entendendo agora, aqui dentro, mas lá fora...", prossegue torrando a paciência da Fofurinha com essa dose cavalar de chatice matinal.

Ainda na varanda, o gaúcho explicou-lhe por que a eliminou da Prova do Líder: "Eu tenho medo dessa sua inconstância. Então, entre tu e a Pri, preferi deixar a Pri. Acho que ela tinha mais condição de ser líder que você, ela tem mais maturidade. Você pode acordar um dia e querer votar em mim, eu tenho medo da sua inconstância. Achei que você fosse ficar feliz quando eu indiquei a Ana. Mudei de idéia e expliquei na hora. Só fui verdadeiro, foi o que passou na minha cabeça", discursa o pato rouco. "Já que eu tive o direito de escolher, tirei quem vota em mim. Ela (Priscila) não vota em mim", continuou Flávio, em sua prosa repetitiva e, como sempre, em tom altivo, próprio de quem se acha o dono da razão. Um purgante matinal dessa natureza ninguém merece!
.
O que se tem de suportar para não ficar na mira de um insano, quantos sapos são engolidos para protegerem-se de eventuais vingancinhas! Fran tenta explicar ao ruivo desarvorado que não colocou o colar nele porque estavam brigados. Ele pediu-lhe que ela esquecesse o colar, acrescentando: "Não sou hipócrita e vou dizer para ti agora: eu só fiquei triste pela forma que ele veio. Eu já havia dito que queria atender ao Big Fone. Você saiu do quarto falando: 'Ninguém se atreva a atender'", diz o gaúcho. "A gente vai ter que dar as coisas boas e ruins agora para os amigos, não tem jeito. Eu só queria que você estivesse minha amiga, de bem comigo. Isso tudo faz parte do jogo, e eu entendo, como a Pri entende. Por maior bomba que esse colar seja, sei que faz parte do jogo. Estou triste é de você querer atender ao telefone porque eu te tirei da Prova do Líder". Ai, Jesus! Que insistência, que obsessão desse desvairado maldoso, todo tempo batendo nas mesmas teclas que imputam à Fran a culpa e a responsabilidade de toda a encrenca, como se ela fosse uma louca que viu nos gestos inocentes e bem intencionados dele coisas ruins e destorcidas! Sujeitinho maldoso!

Flávio ainda lembra à gaúcha que nunca havia ganhado a liderança: “E se tivesse eu e a Priscila, quem você tiraria da prova?", “Tiraria Você", responde a professora. "Eu nunca fui líder. Você pode e eu não?", ironiza o insuportável. Ainda assim não perdeu a paciência, apenas disse que ficou triste com ele. O cabrão não se deu por vencido pela humilde doçura da Fofurinha e tripudiou: "Você não ficou triste, você me desprezou". “Você tem que mudar”. Francine mais uma vez engoliu o sapo inteiro e repondeu, sem perder a calma: "Mas eu sou assim... até a mãe me xinga". O estúpido pato esgoelado, parecendo querer provocar o gênio espoletado de Fran, decerto, para continuar se fazendo de vítima saiu-se com esta pérola da gentileza humana: "Deveria xingar mais!". Irritada Fran deu-lhe um basta: "Cala a boca!". Estou ainda decorando o que Big Fone disse, você está me enchendo de informações e eu vou esquecer.

Logo mais será a prova da comida. Depois Fran deverá cumprir mais uma tarefa referente ao colar negro. Vamos ver como Flávio vai reagir. Não acredito que ele não vá aproveitar o ensejo para voltar à carga pesada contra Fran. Ele precisa de uma justificativa para indicá-la ao paredão da próxima terça-feira, sem ficar mal na fita perante Max.

Nenhum comentário: