21/01/2018

O que muda, o que permanece e o que inova


Finalmente amanhã, às 22:20hs, começa nossa maratona de dormir tarde ou nem dormir, amar participantes, detestar outros tantos e estou bem otimista por essa edição. Gostei do elenco à primeira vista, espero que não nos tombem. Simpatizei com o refugiado e os demais estão no mesmo patamar. Se considerarmos vídeos de apresentação dos anos anteriores, sabemos que muitos não entregaram nem 10% do que nos prometeram. 
As mudanças já anunciadas para esse ano são:

* O sistema de votação: a Globo está disposta a evitar fraudes nas votações. Será preciso que o telespectador faça um cadastro para que possam votar nos paredões do reality. Pode votar quantas vezes quiser, mas inicialmente serão solicitados dados como nome, e-mail e data de nascimento, além da criação de login e senha para acessar o portal e participar das enquetes oficiais do programa. 

* Paredões falsos: de acordo com as informações do Observatório da TV, o clássico paredão falso também foi confirmado na 18ª edição do programa. 

* A casa: terá uma decoração com temas praianos. O quarto do líder foi transformado no “bangalô do líder”. Já a piscina terá um revestimento que simula a areia da praia e uma borda maior do que nas outras edições.

* Câmeras: depois da Globo ter escondido de nós o que realmente aconteceu naquele confessionário com os depoimentos da Emilly e a expulsão do Marcos, essa promete ser a melhor inovação: pela primeira vez na história do reality, os assinantes do Globo Play terão acesso à câmera do confessionário 24 horas por dia. Outra novidade é que as orientações e advertências passadas pela produção aos participantes serão transmitidas pelo pay-per-view do programa.

* Provas: durante as provas todos os participantes serão submetidos à dilemas, que terão consequências para si ou para toda a casa (gostei bastante disso) e terão suas habilidades psicológicas e emocionais muito mais testadas do que nas edições anteriores.

* Patrocinadores: em 2017, foram quatro cotas e a saída da Fiat depois de 15 anos. Esse ano serão seis cotas: Ambev e Cervejaria Petrópolis renovaram seus investimentos e outras quatro compraram cotas masters pela primeira vez: Walmart, Nestlé, PagSeguro e a companhia de alimentos Brasil Foods, uma das maiores do mundo. Acho que o BBB17 foi o pior em matérias de prêmios (não tivemos carros) e espero que esse ano tenhamos chuva de prêmios.


* Tiago Leifert será novamente o apresentador da temporada. A direção será de Rodrigo Dourado, tendo a supervisão de Boninho, que retornou ao Twitter por poucos dias e já sumiu de novo. Sinto saudades do tempo que ele interagia com a gente no Twitter, atendia nossos pedidos de músicas nas festas, mandava bebidas em dias comuns com nosso incentivo, esculhambava as pessoas...Do Tiago só tenho a dizer que continuo bloqueada (olha a mágoa no coração).

2 comentários:

Eva/RN MC disse...

Mariquinha, Thiago Leiffert levou um raspanete de Boninho censurando as brincadeirinhas interferências que ele fazia, aconselhando-o a assumir uma postura mais condizente com a de um apresentador. Não gosto desse cara chatinho, sem carisma, metido a fazer discurso sem ter condições para tal.
Que saudade de Bial.
Se Bial estivesse no BBB17, muitas coisas não teriam ocorrido, ele teria cortado as asinhas de Emilly ao vivo e a cores.

Iara Alencar disse...

Esperamos este tempo todo pra uma estreia de merda