15/07/2008

Lembranças Trash

Recebi da minha prima Paty um link simpatiquinho, onde tinha um radinho tocando a música "Ursinho Blau Blau". Para quem não se lembra, essa música fez enorme sucesso nos anos 80 e a banda era comandada pelo Silvinho, do extinto Absyntho. (relembre aqui).

E, conversando pelo MSN, começamos a lembrar das loucuras de adolescentes que fizemos. Íamos a vários shows, sempre em caravana de primos, e um deles foi justamente do Absyntho. Nesse eu consegui entrar no camarim e ganhar um beijo na boca do vocalista. Eu achava ele um charme! E como não era boba nem nada, tratei de aproveitar.

Também tive um rolo com um ex-goleiro do Fluminense, um espetáculo de homem. Não vou contar o nome dele aqui, por motivos óbvios. Mas isso já foi mais tarde, eu já tinha passado dos 20 e trabalhava no mesmo hotel onde o time se concentrava.

Alguns anos antes vivemos a febre daquele time espetacular de volei masculino, com Bernard, Renan, Montanaro, William, Xandó, Amauri, Fernandão, Badalhoca, Rui, Marcos Vinicius, Bernardinho e Domingos Maracanã. Ainda bem que cada uma das minhas primas tinha paixão por um, então não tinha briga. Eu era louca pelo Montanaro (que pernas!), e, na minha inocência de jovem, acreditava que um dia ele responderia uma das centenas de cartas que mandei para o clube onde ele treinava, lá no ABC Paulista. Tontinha, eu!!!

E o que falar do RPM? Deus do céu, aquilo era uma loucura sem tamanho. Lembro-me de uma temporada que a banda fez no Canecão, no Rio de Janeiro, onde o Wando fazia seu show e logo após vinha o show do RPM. Como eu tinha um conhecido que tocava na banda do Wando, eu cheguei a ir algumas vezes com ele, entrando pelos bastidores, só para ficar lá dentro sem pagar e poder assistir ao show dos rapazes.

Minha prima Paty era tão apaixonada pelo Fernando que pegou todas as suas pulseiras de prata e mandou derreter para transformar numa palheta que ela deu de presente para ele. Meiguinho, né?

Bons tempos, boas loucuras sadias, boas histórias para lembrar sempre!

Nenhum comentário: